Todos os anos os pais que precisam deixar os filhos pequenos na escola pela primeira vez passam pelo dilema da escolha da escola. Escolha importante e que, às vezes, pode gerar muita ansiedade. Também, não é para menos, afinal, será a primeira vez que o filho(a) vai ficar longe dos olhares e cuidados dos pais.  Essa fase pode gerar ansiedade e requer um período de tempo conhecido como adaptação. Quanto mais segura estiver a família, mais segurança transmitirá para a criança.

A adaptação da criança na escola pode ser vista como um instrumento de construção de vínculos e vai exigir atenção e cuidado tanto por parte dos pais, quanto da escola que a criança vai frequentar. Ambas as partes envolvidas, família e escola, devem buscar entrar em sintonia, pois possivelmente a escola será um dos primeiros locais que a criança irá conviver fora do contexto familiar.

A escola vai se organizar de maneira a se adaptar ao ingresso de cada nova criança. Cada criança é única e traz consigo uma história de vida diferente que está sendo protagonizada pelos pais. Cada história revela a necessidade de um olhar e um cuidado diferente. Horários e rotinas são modificados por um determinado espaço de tempo para que a adaptação desse processo ocorra por completo, acolhendo os tempos individuais de cada criança e cada família, apostando no bem-estar e na segurança de todos os envolvidos nesse processo.

A criança, por sua vez, adapta-se ao que estiver sendo gerado na relação de confiança da família para com a escola e reage de acordo. Sentimentos de medo e insegurança geram tensão e crises de choro. Já a sensação de confiança proporciona aconchego e bem-estar. Assim, o ambiente escolar é uma boa oportunidade de aprender, se relacionar e desenvolver.

A partir do momento em que a adaptação da criança seja realizada com sucesso, inicia-se toda uma nova história. Esta nova etapa será protagonizada por todos que dela fazem parte, ou seja: os pais, as professoras, os colegas e, como personagem principal, a criança, de forma que as relações que serão construídas ocorrerão de forma dialógica e respeitosa.

Nossas histórias de vida são únicas, mas compartilham experiências que se iniciam, na maioria das vezes, na escola, onde ocorrem nossos primeiros vínculos com o mundo!

Bom início de ano a todas as famílias e que possamos escrever histórias cheias de vida juntos!